O Mestre e as Ordens

Nos diversos métodos de ensino da espiritualidade vemos que são recomendados mestres ou guias. Certa vez escrevi um texto sobre quem poderia julgar se o postulante é apto ou não aos estudos arcanos. Lembrando desse texto vejo que minha visão não mudou nesses anos a respeito desse tema, mas amadureceu. Como se mede se o postulante é digno de ser ensinado? Como saber que mudanças na personalidade o conhecimento pode trazer ao homem que se posta diante do mestre como um diamante bruto, no aguardo a ser lapidado? Claro que podemos avaliar a vida pregressa dele e a possibilidade de erros passados voltarem a acontecer, ou se há grandes falhas morais no caráter do indivíduo que não condizem com a condição de aprendiz. Mas não é raro vermos em ordens respeitadas irmãos que tem comportamentos imorais e que envergonham sua ordem, que conseguiram adentrar seu sagrado umbral com mentiras e que as proliferam enquanto usam o manto da hipocrisia. Então como julgar o postulante? Qualquer forma de julgamento é falha e terá falhas que serão exploradas por pessoas imorais, e do outro lado teremos valorosos irmãos que não conseguem adentrar os mistérios sagrados por alguma tola burocracia. Não seria de maior valia se todos abríssemos as portas das lojas e lecionássemos o sagrado conhecimento de forma a difundi-lo por toda população? Infelizmente não. O agricultor que lança sua semente de forma descuidada acaba por desperdiçá-la. Deve haver a ordem, pois sem ela o mundo se tornaria um caos, chamamos nossas sendas de ordens por esse motivo, pois são faróis de conhecimento e iluminação que atraem e difundem a luz, alertando aos perigos do caminho. Nossas formas de “selecionar” os candidatos a ser ensinados e a tornarem-se irmãos despertos pode não ser a ideal, mas também não é a pior. Vemos hoje um comércio aberto de iniciações e ordens que pregam ser “verdadeiras herdeiras” de certo conhecimento, mas que na verdade só estão interessadas no lucro profano que essa forma de engodo pode proporcionar. Além do que abrir nossos conhecimentos a população geral, ocasionaria um “pânico”, causado pela ignorância de nossas simbologias. Os adormecidos têm uma irritante mania de criar superstições malignas relacionadas à nossas ordens – e isso sem conhece-las – e vemos diariamente irmãos serem abertamente atacados em seus blogs quando postam assuntos polêmicos ou com os quais eles não têm conhecimento algum e temem o desconhecido.

 De qualquer forma é de grande valia o trabalho de irmãos na internet tentando ensinar a parte básica de nossos conhecimentos, tornando esse mundo menos denso e atraindo os verdadeiramente dignos a integrar as fileiras de nossas sendas. Nós sonhamos com o dia em que poderemos sem mais ressalvas abrir as portas de nossas lojas para que todos bebam da fonte do conhecimento e se tornem verdadeiros irmãos na senda da luz, porém este dia ainda não chegou, temos ainda muito trabalho para que as pessoas possam ver que chegou o tempo de despertar e libertar-se de seus vícios e fraquezas para realizar a Grande Obra. Enquanto isso cabe a nós realizar nossos afazeres e fazer uso do que podemos para tentar abrir a mente da população, para que não tenhamos mais que “dar pérolas aos porcos”, e sim apenas lapidar com o conhecimento e a moral as pessoas para que sirvam da melhor forma ao Cósmico. Mas infelizmente ainda hoje precisamos tomar certos cuidados para que em nossa sede de fazer o bem, não causemos sem querer o mal. Nosso sistema não é bom, mas ainda não encontramos um melhor.

Anúncios
Esse post foi publicado em Ocultismo. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O Mestre e as Ordens

  1. um texto divino,já perdi as contas de qtas vezes já li.Muito inspirado !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s